Translate

02/11/2012

Jovens de sempre



Caros visitantes virtuais,

Escrevo hoje este post com uma motivação muito especial: a felicidade estampada no rosto destes jovens de sempre, homens e mulheres de agora, cidadãos preparados para ajudar a construir, nas suas profissões e nas suas famílias, uma sociedade mais justa e respeitadora dos princípios fundamentais do ser humano e da solidariedade intergeracional.
Reencontraram-se de livre vontade para recordar os seus tempos e debates da juventude irreverente e atenta que foram. Na Paróquia, onde reuniam as suas discussões em torno de argumentos de fé, de ciência, de política, de sociedade, de afetividade... tudo era motivo para uma acesa e acalorada discussão, entre os próprios jovens e os seus coordenadores, onde tenho tido o privilégio de estar inserida. A gratuidade com que eu e qualquer dos jovens ou adultos se dedicam à causa de, em cada semana, dar um pouco do seu tempo aos jovens do nosso tempo, vale tudo nestes sorrisos, 18 anos depois, nos mesmos rostos.
Não lhes perguntei se continuavam a acreditar em Deus, se continuam a ir à Eucaristia, nem como pensam educar os seus filhos. Transmiti-lhes, eu e tantos como eu, o maior tesouro que sinto que tenho, a minha Fé. Claro que a minha família e amigos têm um espaço nobre no meu coração e na minha existência, mas a minha Fé está antes de tudo o mais porque me faz ser diferente para com eles do que o seria se não a tivesse.
Sei que é muito polémico o que vos escrevo hoje neste blogue. Mas acreditem que respeitando todos os ateus e agnósticos, creio firmemente terem sorte aqueles que foram bafejados com o dom da Fé, seja ela em que religião for, pois para mim Deus é só um, por mais variados que sejam os nomes que lhes possamos dar. Sou Cristã, porque o meu profeta de eleição é Jesus Cristo, pela sua simplicidade e elevada democraticidade de entrega a todos, mesmo e com especial carinho,aos desprezados da sociedade. Critico todos os extremismos religiosos de todos os tempos, sem escamotear os cristãos, do tempo da Inquisição e os atuais extremos conservadorismos que, no meu entender, se afastam do cerne da mensagem bíblica e da ética religiosa de Jesus Cristo.
Os jovens de sempre que sorriem nesta foto, são jovens abertos de espírito e ao espírito e por isso a esperança é uma palavra que bem conhecem, mesmo quando a vida nos parece trazer todas as razões para perder a esperança.
Caro visitante virtual, seja ateu, agnóstico ou crente em qualquer religião, esta semana convido-o a cultivar a fé em quem quiser, em si próprio, nos outros, num ser superior, mas convido-o sobretudo a cultivar a esperança que certamente conheceu bem na sua juventude em que a vida aparecia povoada de desafios de afirmação, mas também de sonhos. Sorria, porque há sonhos que se realizam, e são talvez os mais importantes, os que não custam dinheiro, mas um gesto de aproximação a quem se ama.
Uma boa semana, caro visitante virtual.
E, meus muito queridos jovens, muitos e muitos beijinhos cheios de uma imensa ternura que se propaga desde que vos conheci, como ondas magnéticas que crescem ao longo dos anos.

C.C.