Translate

26/05/2013

Famílias, uma fonte de esperança


Caro visitante virtual,

No passado dia 15 de maio celebrou-se o Dia Internacional das Famílias. 
Este dia foi criado pela Organização das Nações Unidas em 1994 para destacar a importância do papel das famílias na sociedade.
O mundo complexo em que vivemos tem diferentes tipos de famílias, algumas monoparentais, com apenas  o pai ou a mãe e os seus filhos; outras pluriparentais com o pai, a mãe e os filhos; outras de casais sem filhos e outras ainda com crianças e jovens com os seus avós ou tios. Em todo o caso, nas famílias os adultos são o suporte educativo por excelência das crianças e jovens, para além de lhes proporcionarem carinho e afeto bem como o suporte de subsistência quotidiana e de bem estar físico e psicológico. 
Por seu lado, as crianças e jovens são o lado risonho da família, dão a alegria do seu desabrochar permanente e do crescimento e amadurecimento que vão adquirindo em cada dia que passa, são também uma importante fonte de afeto e carinho em relação aos seus pais.
Numa família os idosos são fonte de serenidade e de sabedoria, são um importante pilar de estabilidade e de segurança, inspiradores das gerações mais jovens.
O amor e a dedicação mútua são os laços que unem os elementos da família. A família deve estar sempre atenta aos seus membros e vocacionada para a entrega de si mesmo aos outros.
As famílias são fonte de esperança da sociedade pois é na família que nos revelamos mais intimamente como somos e é também aí que mais somos amados.
A grande família global a que todos pertencemos deve espelhar também laços de solidariedade e entreajuda, de integração e acolhimento de todos os seus membros.
Caro visitante virtual, parta à descoberta das grandes riquezas da sua própria família e valorize-a. Acredite que quem tem uma família, tem um tesouro para a vida.
Um abraço virtual,

C. C.