Translate

A mãe e a criança (Poesia)


 
 
A mãe e a criança

Dedico este poema à memória de minha mãe, Maria Eugénia

 
Célia Chamiça

 

 

De minh’alma escorriam pedaços de chita

Muitos laços de cores e feitios

Debruados com suspiros de fita

Dos quais só via os sorrisos.

De minh’alma escorriam fios de ternura

Radiantes em mil tons de alegria.

De teus olhos não via os lagos plenos

Só captava aquele cheiro da maresia.

De minh’alma escorriam quentes os abraços

Que me davas logo ao acordar.

No teu rosto não lia os cansaços

Toda tu eras feita de luar.

De minh’alma escorria lento o amor

Que inundava de aconchego o meu ser.

Dos teus lábios não conhecia o temor

Toda tu eras força e querer.

Partiste mas nunca me deixaste

Como vês, era imenso teu poder.

Tal força de amor a morte não quebra

Antes prolonga a eternidade no viver.

 

 

Poesia publicada em “Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus – 2013“, pág. 63, após ter sido seleccionada para premiação e publicação em colectânea dos premiados no concurso do Prémio Literário Valdeck Almeida de Jesus, do Brasil, Editora Galinha Pulando, Vitória de Camoista, Baía, Brasil, 2014