Translate

04/03/2012

A magia de um sorriso



Caros visitantes virtuais,


Falo-vos hoje sobre o sorriso. E porquê? Porque vivemos tempos em que tendemos a esquecer-nos de sorrir, pois as notícias em Portugal e no mundo com frequência nos mostram apenas o lado sombrio da vida.
Teremos hoje menos razões para sorrir que noutros tempos? Não creio, pois todos os tempos e vidas têm momentos duros, mas mesmo nesses momentos, sempre houve lugar para a paixão, para a amizade, para a solidariedade humana e para o amor. Não serão essas razões para sorrir? O grande Martin Luther King, construtor da igualdade entre as diferentes raças, dizia “Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios.”

Creio que os tempos de crise económica que se vivem atualmente em Portugal, na Europa e em muitos outros países do mundo, devem servir para nos provar que a sociedade não tem estado a fazer as melhores opções de vida e ajudar-nos a refletir mundialmente sobre formas mais justas, equilibradas e humanas de organizar a vida política e económica das sociedades. A própria palavra “crise” significa uma oportunidade para mudar.
Todos temos uma palavra a dizer sobre o assunto. O contributo cívico do cidadão empenhado, dos especialistas e dos investigadores das várias áreas será certamente o cimento intelectual de que necessitamos para construir um mundo mais igualitário, mais justo, mais fraterno, mais ecológico, e mais digno de ser a grande casa universal de cada um de nós, dos nossos filhos e netos.
Queremos ser o espetador que se detém atraído pelo ruído de dois carros que embatem numa estrada ou o espetador que sorri à criança que ternamente abraça a mãe como se o mundo estivesse inteiro naquele abraço?
É certo que podemos ser os dois, mas o que nos deixa a primeira opção? A desilusão ou a dor.
E a segunda? Um aconchego de alma que não conseguimos explicar, mas que nos aquece.
Há um poema lindíssimo que não resisto a partilhar, de outro grande homem da paz, Mahatma Gandhi:


“À DESCOBERTA DO AMOR

Ensaia um sorriso e oferece-o a quem não teve nenhum.

Agarra um raio de sol e desprende-o onde houver noite.

Descobre uma nascente e nela limpa quem vive na lama.

Toma uma lágrima e pousa-a em quem nunca chorou.

Ganha coragem e dá-a a quem não sabe lutar.

Inventa a vida e conta-a a quem nada compreende.

Enche-te de esperança e vive à sua luz.

Enriquece-te de bondade e oferece-a a quem não sabe dar.

Vive com amor e dá-o a conhecer ao Mundo.”


Sorria, caro visitante virtual, o seu sorriso é único e insubstituível.

Sobretudo, ao sorrir fará alguém mais sorrir consigo. Que pode haver de melhor?

Uma boa semana,
C.C.