Translate

05/05/2013

A todas as mães


Caro visitante virtual,

Hoje é dia da mãe, ou como prefiro dizer, é dia de todas as mães. Muito se tem escrito sobre as mães e a maternidade, mas por muito que se diga, o amor das mães e o seu papel na sociedade e na vida de cada um de nós é tão intenso que nunca tudo ficará dito.
A mãe é aquele laço profundo que nos envolve e protege sem nos sufocar. Uma verdadeira mãe é aquela que projeta o seu amor nos filhos deixando-lhes margem para crescer; ampara, mas dá liberdade para viver; retira-se à medida que os filhos vão criando autonomia e necessidade de independência, mas surge sempre que é preciso; é a rede que ampara todas as quedas; a mão que enxuga as lágrimas e o sorriso que aquece qualquer arrepio de alma que se faça sentir.
Uma mãe é fonte de esperança para os seus filhos; é aquela que sempre acredita nas nossas capacidades mesmo quando nós próprios não acreditamos; que vê forças onde nós vemos apenas fragilidade; que vê luz no nosso caminho quando vemos apenas sombras. Para uma mãe os seus filhos são o bem mais precioso, belo e raro, são a sua maior alegria e fonte de orgulho.
A mãe é uma presença atenta e constante nas nossas vidas, desde o primeiro segundo da nossa existência, mas quantas vezes pensamos na importância da sua presença discreta, dos seus gestos de cuidado diário e de atenções permanentes? Muitas vezes não valorizamos o que mais valor tem porque está muito presente diariamente nas nossas vidas.
Caro visitante virtual ouse pensar profundamente na sua mãe, no valor da sua presença diária, e não deixe de lhe dizer as palavras que ela merece ouvir, por muito banais que lhe possam parecer, pois para ela serão palavras mágicas porque são as do seu filho e para uma mãe as palavras doces de um filho são a maior fonte de felicidade.
Um abraço virtual com um carinho muito especial pela minha mãe, para mim a única do mundo e um obrigado a ela e a todas as mães do mundo, pelo imenso amor que dedicam incondicionalmente aos seus filhos.
C.C.