Translate

03/06/2012

A esperança que brota da juventude generosa


Caro visitante virtual,

Pessoalmente considero a juventude em si mesma uma fonte de esperança. Os nossos jovens trazem nos olhos o brilho da vida no seu esplendor, e os seus corpos bonitos e cheios de vivacidade deixam anunciar as vidas que vão gerar em resultado do potencial de amor que deles brota. Os jovens só por si irradiam alegria e esperança porque sentem que têm a vida pela frente, um destino a construir e uma ingenuidade e ousadia que, combinadas, conseguem vencer os obstáculos que lhes vão surgindo no caminho. São ainda versáteis e dotados de grande capacidade inovativa, pelo que os considero, sem dúvida, a esperança do nosso país.

Se juntarmos às qualidades que refiro no parágrafo anterior, a sua capacidade de entrega a uma causa, de generosidade e de entrega aos outros, esse potencial de esperança assume formas muito concretas. 

Há uns tempos conheci um grupo de jovens que fazem parte do GASTagus, Grupo de Ação Social do Tagus. Não conhecia este grupo, mas gostei muito de conhecer os seus objetivos e a sua abertura ao outro. Este grupo iniciou as suas atividades em 2008 e desenvolve atividades promotoras da dignidade humana. Os jovens voluntários deste grupo dinamizam projetos na área da educação e da cooperação, quer direcionados para crianças quer para idosos. Já estiveram e continuam a estar presentes com atividades em Portugal, mas também em Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e no Brasil. 
Desejo a estes jovens e seus coordenadores o maior sucesso e coragem para continuarem a dar um pouco do seu precioso tempo aos que mais precisam da sua atenção e carinho na nossa sociedade portuguesa ou nas sociedades irmãs da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).
Um beijinho especial para a Catarina e a Marta, membros deste Grupo, que comigo partilharam esta interessante realidade e dádiva.
Para mais informação sobre este grupo e como os apoiar, caso pretenda, aqui fica o endereço eletrónico da respetiva página:  http://www.gastagus.org/

Com este post, em meu nome pessoal e em nome da sociedade portuguesa de que faço parte há já quase meio século, presto aqui homenagem e agradeço a dedicação dos jovens que, hoje em dia, em qualquer contexto, no âmbito das várias igrejas ou da sociedade laica, entregam um pouco do seu tempo para o partilhar gratuitamente com os outros. Tornam o mundo mais belo, despertam sorrisos e criam esperança.

Se é jovem, fisicamente ou apenas de espírito, convido-o a juntar-se a eles num abraço ao outro, que o aquecerá também a si, interiormente,

Uma boa semana, caro visitante virtual,

C.C.